Links de Acesso

EUA doam mais 11,1 milhões de dólares a Angola para desminagem


Desminagem em Angola

O Governo dos Estados Unidos da América anunciou uma doação adicional de 11,1 milhões de dólares, para novos projectos de desminagem humanitária e de gestão de inventário de armamento em Angola.

Desde 1995, com o aumento do financiamento em 2020, os Estados Unidos contribuíram, até a data, com mais de 145 milhões de dólares, para esses esforços em Angola. Os Estados Unidos continuam a ser o maior doador bilateral para o processo de desminagem humanitária em Angola e apoiam fortemente o objetivo do Governo de Angola de limpar em segurança todos os campos minados no país até 2025.

Desminagem em Angola
Desminagem em Angola

Tal como afirma a embaixadora Nina Fite, “Vinte e cinco anos de apoio comprometido dos EUA à desminagem humanitária resultaram na destruição de mais de 218 mil minas terrestres e outros engenhos explosivos, bem como na devolução segura de mais de 463 quilómetros quadrados de terra ao povo de Angola".

Dos 11,1 milhões, 8,6 milhões de dólares do financiamento serão para apoiar a desminagem humanitária levada a cabo pela ONG HALO Trust e para expandir a capacidade operacional da organização Mines Advisory Group (MAG).

As regiões com prioridade neste processo são Bié, Cuando Cubango e Moxico.

Os restantes 2,5 milhões serão para programas de gestão de inventários de armamento para apoiar a parceria entre as forças de segurança angolanas, a HALO e a MAG para destruir armas obsoletas, engenhos explosivos e munições, bem como melhorar a segurança física dos depósitos de munições.

A assistência dos EUA também apoia directamente o desenvolvimento de oportunidades económicas, promovendo condições para apoiar o crescimento económico em Angola, incluindo apoio ao ecoturismo na região do Okavango e outras oportunidades de investimento.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG