Links de Acesso

Cabo Verde: 30,2 por cento das famílias monoparentais são chefiadas por mulheres

  • Redacção VOA

Cidade da Praia

Ncaso de agregados conjugais, 54 por cento deles são chefiados por homens, contra 46 por cento por mulheres.

As mulheres representam cerca de um terço dos agregados familiares monoparentais em Cabo Verde, enquanto os agregados conjugais são chefiados, na sua maioria, por homens.

Dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) indicam que , 30,2 por cento das famílias monoparentais no país são chefiadas por mulheres, contra 6,5 por cento por homens.

Entretanto, no caso de agregados conjugais, 54 por cento deles são chefiados por homens, contra 46 por cento por mulheres.

O estudo do INE revelou que o arquipélago tem 147.379 agregados familiares, numa população geral de 530 mil habitantes, dos quais 33,1 por cento vive em união de facto, 23,4 por cento são divorciados e 19,1 por cento são casados.

Quanto à atividade económica, a maioria dos representantes dos agregados familiares (68,5%) está ocupada, contra 26,5 por cento que é inatciva e 5 por cento no desemprego.

Do ponto de vista geográfico, 70,6 por cento dos agregados vivem no meio urbano e 29,4 por cento vivem no meio urbano.

O estudo ainda concluiu que os agregados familiares têm, em média, 3,6 pessoas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG