Links de Acesso

Estados Unidos ratificam tratado New START com a Rússia


Anthony Blinken, secretário de Estado americano

Secretário de Estado americano Anthony Blinken diz que Presidente Biden está a cumprir a promessa de dar maior segurança aos americanos

Os Estados Unidos ratificaram a extensão por cinco anos do tratado de limitação de armas nucleares New START, já assinado pela Rússia.

O anúncio foi feito em comunicado nesta quarta-feira, 3, pelo secretário de Estado americano, Antony Blinken, quem acrescentou que Washington trabalha com a Rússia para promover os interesses norte-americanos e responsabilizar Moscovo pelos seus actos antagónicos e pelas violações dos direitos humanos, em estreita coordenação com os aliados e parceiros.

"Biden prometeu manter o povo americano a salvo das ameaças nucleares, restaurando a liderança dos Estados Unidos na questão do controlo de armas e não proliferação", reiterou Blinken, afirmando que “hoje, os estados Unidos deram o primeiro passo para cumprir essa promessa".

Na passada semana, o Presidente russo, Vladimir Putin, assinou o prolongamento por cinco anos do tratado russo-americano New START, para a limitação de armas nucleares, dizendo que se tratava de "um passo na direcção certa, embora admitindo que a segurança global continuava ameaçada por causa das crescentes tensões internacionais.

Na sua nota hoje, Anthony Blinken reiterou que a extensão do tratado garante limites verificáveis para mísseis balísticos lançados por submarinos e bombardeiros pesados, até 5 de fevereiro de 2026".

O New START é o mais recente, e único em vigor, acordo bilateral deste tipo, que regula o controlo de armas destas duas potências nucleares mundiais.

O acordo limita os arsenais de ambas potências a 1.550 ogivas nucleares para cada país (30% a menos do que o fixado em 2002) e a 800 lançadores e bombardeiros pesados.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG