Links de Acesso

Estados Unidos ajudam internacionalização das exportações moçambicanas


Dean Pittman, Embaixador dos Estados Unidos em Maputo

Empresários queixam-se do custo das exportações

O Governo norte-americano vai ajudar Moçambique a tornar o comércio internacional mais eficiente e mais transparente, o que poderá fazer com que o país saia, rapidamente, do marasmo económico em que se encontra.

O anúncio foi feito pelo embaixador americano em Maputo, Dean Pittman, no lançamento do Comité Nacional de Facilitação do Comércio Internacional, destinado a estimular as exportações e importações no país.

O órgão insere-se na aplicação do Acordo de Facilitação do Comércio, da Organização Mundial do Comércio, de que Moçambique faz parte, e que tem o potencial de aumentar, anualmente, as exportações em mais de um trilião de dólares.

Pittman afirmou que além de apoiar, directamente, o Comité de Facilitação do Comércio Internacional, "o Governo dos Estados Unidos está a implementar algumas das acções específicas incluidas no acordo".

O presidente da Confederação das Actividades Económicas de Moçambique (CTA), Agostinho Vuma disse esperar que o comité ajude a simplificar os procedimentos comerciais, sublinhando que "Moçambique cobra mais a quem exporta do que a quem importa".

Por seu lado, o ministro moçambicano da Indústria e Comércio, Ragendra de Sousa, diz que a implementação do Comité Nacional de Facilitação do Comércio Internacional não deve colocar em causa a burocracia.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG