Links de Acesso

Estados Unidos acusam China de atacar seus aviões militares com laser no Djibuti


Dana W. White

Pequim diz que denúncias de Estados Unidos são inconsistentes

O Ministério das Relações Exteriores da China negou acusações dos Estados Unidos de ter disparado lasers contra aviões militares americanos que pousaram no Campo Lemonnier, no Djibouti.

Hua Chunying, porta-voz do Ministério, disse nesta sexta-feira, 4, que as denúncias de que pilotos americanos sofreram pequenos danos devido à interferência de lasers são completamente inconsistentes.

Entretanto, a porta-voz do Pentágono, Dana White, reiterou que os Estados Unidos estão seguros de que os chineses “estão por trás de dois recentes incidentes que envolveram aviões militares”, no Djibuti.

White considerou que os incidentes representaram “uma ameaça para os pilotos americanos" e apresentou uma queixa formal ao Governo chinês em que pediu uma investigação a Pequim.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG