Links de Acesso

Estado Islâmico reivindica ataques em Moçambique


Postos das forças de segurança foram atacados em Quiterajo  e Cobre

O Estado Islâmico (EI) reivindicou dois ataques no norte de Moçambique contra postos do exército afirmando ter morto vários elementos das forças de segurança.

A reivindicação foi feita na sua publicação Al-Naba na qual o EI adianta que as vilas atacadas foram as de Quiterajo e Cobre.

No primeiro ataque, diz o EI, os os agressoes, para além de matarem “muitos elementos do posto militar”, capturaram armas e “queimaram casas da vila cristã em vingança pelos muçulmanos”.

No ataque à vila de Cobre foram também mortos “muitos elementos” do exército e destruídos “veículos e tanques”.

As reivindicações coincidem com noticias de um recrudescer de ataques em Cabo Delgado, agora contra posições das forças de segurança.

Na semana passada, registou-se um ataque contra o quartel da Unidade de Intervenção Rápida em Quiterajo, no qual terão sido mortos seis elementos das forças de segurança, de aoordo com os meios de informação moçambicanos.

Por seu lado, o Centro de Integridade Pública (CIP) revelou que 10 pessoas teriam sido raptadas durante esse ataque que se terá prolongado durante toda a noite.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG