Links de Acesso

Estado Islâmico diz ter morto militares em Cabo Delgado


Nota foi publicada no seu boletim

O grupo Estado Islâmico reivindicou no seu site Al-Naba um ataque contra postos militares onde se encontravam forças moçambicanas e russas que provocou oito mortos e a destruição de várias estruturas civis no domingo em Mangaleuwa e Dimayo, na província moçambicana de Cabo Delgado.

Na nota divulgada na quinta-feira, 21, o grupo disse ter morto seis soldados, ferido outros e apreendido diversas armas e munições, além destruir estruturas civis.

Não há qualquer confirmação independente da autoria dos ataques nem o Governo ou o exército reagiram.

Desde Outubro de 2017, mais de 300 pessoas foram mortas por desconhecidas e centenas de pessoas fora obrigadas a fugir das suas casas.

O Governo, que tem prometido reagir, reforçou a protecção às regiões onde há enormes investimentos estrangeiros, particularmente na exploração do gás natural, mas tem sido criticado por observadores e oposição de não proteger as comunidades.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG