Links de Acesso

Encerramento de centros de saúde em Malanje deixa milhares sem atendimento


Sete unidades foram encerradas

Mais de 10 mil pessoas do município de Calandula, no interior da província de Malanje, estão com limitados serviços de saúde devido ao encerramento, este ano, de sete centros de saúde.

Três unidades sanitárias na comuna do Cuale, duas na comuna do Cota e igual número na sede municipal de Calandula fecharam as portas por falta de técnicos e apetrechos para assegurar o funcionamento, disse a directora municipal, Julieta Diogo.

“O município tem 14 unidades, das quais sete estão em funcionamento e sete foram encerradas devido a recursos humanos”, confirmou Diogo.

O Hospital Municipal de Malanje, que carece de vedação há mais de 10 anos, vê-se a braços com a ausência de técnicos para manusearem os equipamentos instalados nos serviços de radigrafia, banco de urgência, internamento e consultas externas.

Milhares de cidadãos de Kalundula sem assitência médica - 1:34
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:34 0:00

A rede sanitária para atender uma população estimada em mais de 72 mil habitantes conta com 37 funcionários, dos quais cinco médicos.

O défice de medicamentos continua a ser um dilema para a maioria das unidades sanitárias em toda extensão da província de Malanje.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG