Links de Acesso

Macron em Angola em 2019 para concretizar projectos lançados por Lourenço em Paris


João Lourenço (esq) e Emmanuel Macron (dir) em Paris em Maio

Embaixador francês diz que a visita será um marco nas relações entre os dois países

O Presidente francês, Emmanuel Macron, visitará Angola no segundo semestre de 2019, em resposta à deslocação de João Lourenço a Paris em Maio passado

O anúncio foi feito pelo embaixador francês em Angola, Sylvain Itté a cerca de 70 empresários do seu país com quem se reuniu no Museu da Moeda, em Luanda.

O diplomata assegurou que a visita terá um forte cunho empresarial e "deve ser também um momento forte de concretização de projectos que começaram a nascer com a visita do Presidente Lourenço a França".

“As empresas francesas estão presentes e empenhadas no desenvolvimento do país. Essa presença vai crescer, mas depende também dos investimentos públicos angolanos e da vontade das empresas angolanas investirem directamente no país, pois não devem esperar só o investimento estrangeiro, mas também construir verdadeiras parcerias com empresas estrangeiras e, naturalmente, francesas”, acrescentou Itté.

Três dos maiores bancos franceses disponibilizaram uma linha de crédito no valor de 1.500 milhões de euros (repartidos equitativamente por 500 milhões de euros entre o BNP-Paribas,o Crédit Agricole e a Societé General).

Em Angola estão presentes 70 empresas francesas em diversos sectores e há 300 outras companhias com negócios com parceiras angolanas.

A mais importante empresa francesa em Angola é a petrolífera Total que, segundo Sylvain Itté, vai continuar no país, ao contrário do que chegou a circular na imprensa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG