Links de Acesso

Egipto: Forças de segurança matam 19 militantes islâmicos em resposta a ataque contra cristãos


Caixões dos Cristãos Coptas mortos no ataque em Minya. Sábado 3 de Novembro, 2018.

Forças de segurança egípcias mataram 19 militantes islâmicos de uma célula supostamente responsável por um ataque contra cristãos na província de Minya, no centro do Egipto, na qual sete pessoas morreram, disse o Ministério do Interior no Domingo.

As forças de segurança mataram os suspeitos num tiroteio após uma perseguição numa área montanhosa do deserto a oeste da província de Minya, informou o ministério num comunicado.

As autoridades não disseram quando ocorreu o tiroteio, nem mencionaram quaisquer baixas entre as forças de segurança.

O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque de sexta-feira em Minya, quando homens armados atacaram dois autocarros perto do Mosteiro de São Samuel, o Confessor, a 260 quilómetros ao sul do Cairo. Entres os mortos estavam seis membros da mesma família.

O Estado Islâmico não forneceu qualquer evidência para confirmar a sua reivindicação de autoria do ataque, um entre vários nos últimos anos, uma vez que a minoria cristã do Egipto tem sido alvo repetidamente.

O ministério disse que os suspeitos fugiam das forças de segurança quando a inteligência de segurança nacional identificou a sua localização.

“A área foi invadida e, quando foi cercada, os elementos terroristas abriram fogo contra as forças, as obrigando a lidar com a fonte do fogo”, disse o comunicado.

As forças de segurança recuperaram armas, incluindo rifles automáticos e semi-automáticos, espingardas e munições, informou o ministério.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG