Links de Acesso

Economista sugere a privatização da companhia Linhas Aéreas de Moçambique


Linhas Aéreas de Moçambique - LAM

A situação financeira da companhia Linhas Aéreas de Moçambique continua deficitária, com o registo no exercício económico de 2020 de prejuízos de seis mil milhões de meticais.

Numa recente auditoria, a Ernst & Young diz que “futuros acontecimentos ou condições podem provocar que a entidade (LAM) descontinue as operações”.

Para o economista Tomás Selemane a companhia de bandeira nacional só se mantém operacional devido à injeção de capital feita pelo Estado, enquanto o economista Dimas Sinoia sugere a privatização da LAM.

Contactada para reagir, através da sua assessoria de imprensa, a LAM recusou comentar, e afirmou que a continuará a voar, tendo em conta que recebeu recentemente a renovação do seu certificado da IATA.

Acompanhe:

Economista sugere a privatização da companhia Linhas Aéreas de Moçambique
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:47 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG