Links de Acesso

Eclosão de coronavírus vai piorar as condições de vida, diz Verónica Macamo


Verónica Macamo, chefe da diplomacia moçambicana

A ministra moçambicana dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo, diz que uma eventual eclosão do coronavírus, vai fazer com que as condições de vida dos cidadãos deteriorem.

“Se a economia recuar por causa desta pandemia, significa que a vida das pessoas vai estar numa situação de muita debilidade e as condições vão ser piores do que aquelas que temos".

Macamo considera muito preocupante a situação provocada por esta doença no mundo, e enaltece o trabalho desenvolvido pelo ministério moçambicano da Saúde na prevenção da pandemia.

"É um trabalho que tem que ser continuado e melhorado, sem dúvida, mas há muita responsabilidade, a vida das nossas comunidades deve ser cada vez melhor”.

...23 milhōes de dólares para combater o coronavírus

O ministério da Saúde diz que necessitaria de 23 milhões de dólares para fazer face a uma eventual eclosão da pandemia, em situação de extrema gravidade.

A directora Nacional Adjunta da Saúde Pública, Benigna Matsinhe, diz que o Plano Nacional de resposta ao coronavírus tem capacidade para prestar assistência a 100 pessoas.

Matsinhe afirma que o plano visa dar resposta à pandemia a nível nacional, caso a doença ocorra.

E o director-geral adjunto do Instituto Nacional de Saúde, Eduardo Samo Gudo, diz que o movimento transfronteiriço de Moçambique coloca o país numa situação de menor vulnerabilidade a contaminações do coronavírus, mas mesmo assim, não deve relaxar os esforços de prevenção.

África do Sul, vizinho mais influente de Moçambique, já reportou, pelo menos, 150 casos.

Partidos políticos sul-africanos unem-se contra o coronavírus
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:15 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG