Links de Acesso

Droga apreendida em Benguela pode levar a polícia aos barões do tráfico


Droga apreendida em Benguela

Cidadãos detidos na província angolana de Benguela em posse de 130 gramas de cocaína e 11 doses de crack podem conduzir a Polícia a uma suposta rede de tráfico de drogas pesadas, numa região apontada como centro de consumo e circulação.

O Comando Provincial da Polícia Nacional admitiu este cenário nesta quarta-feira, 28, quando apresentava nove supostos marginais em prisão preventiva, sendo que alguns são associados também a roubos com recurso a armas de fogo e homicídios.

No rescaldo de uma operação marcada pela apreensão de motociclos, armas de fogo, telefones e dinheiro, as autoridades anteveem uma Benguela mais tranquila e com um reduzido índice de criminalidade, diferente daquela que é descrita por motoqueiros ouvidos pela VOA.

‘’Há muita criminalidade quando levámos os passageiros, existem zonas perigosas, onde roubam as motorizadas, até de manhã’’, relatam moto-taxistas.

Dos roubos à droga, o produto que levou o segundo comandante-geral da PN, comissário-chefe António Maria Sita, ex-comandante provincial, a apontar no passado Benguela como um grande centro de consumo e trânsito para outras províncias.

Algum tempo depois, o porta-voz do SIC, Victoriano Cotingo, reconhece que o quadro é complexo e espera chegar, se for o caso, aos chamados barões da droga.

‘’É uma matéria muito delicada, mas temos operações e investigações. Nos interrogatórios poderemos aferir se estes detidos têm outras ligações. Estamos a fazer qualquer coisa para metigar a questão da droga pesada’’, revela o agente.

A detenção de cidadãos associados a roubos, homicídios e drogas, com idades entre os 20 e 40 anos, leva o SIC a acreditar na redução da criminalidade na província.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG