Links de Acesso

Dr. Fauci prevê agravamento de Covid-19 nos Estados Unidos


Dr. Anthony Fauci

O principal especialista em doenças infecciosas dos Estados Unidos disse, neste domingo, que o país enfrenta “alguma dor e sofrimento” com o aumento de casos da variante delta do coronavírus.

O Dr. Anthony Fauci, conselheiro médico do presidente Joe Biden, disse no programa "This Week" da ABC, que "as coisas vão piorar", e colocou a culpa em milhões de pessoas que não foram vacinadas contra o vírus.

Com o aumento drástico do número de novos casos, nas últimas semanas, algumas pessoas que não foram vacinadas dizem que agora pensam em tomar vacinas. Mas outros milhões dizem que, por uma razão ou outra, não têm a intenção de ser vacinados, não importa o quanto as autoridades de saúde os incentivem a fazê-lo.

Fauci, que quase diariamente estimula os americanos a se vacinarem, disse: “Você protege-se de ficar seriamente doente e talvez morrer. Os não vacinados permitem a propagação do vírus."

Previsão

Os EUA já regista 70 mil novos casos de coronavirus, por dia, quase 60 mil, nas últimas seis semanas, a um nível não visto desde Fevereiro. O número de casos é alimentado pela variante delta descoberta pela primeira vez na Índia. O coronavírus causa a doença COVID-19.

Estados Unidos anunciaram doacção de 25 milhões de vacinas COVID-19
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:18 0:00

Alguns rastreadores de doenças apresentam uma previsão de números de casos ainda maiores, de 140 mil a 300 mil novas infecções no final de Agosto, conforme a variante delta altamente transmissível se espalha pelos Estados Unidos.

Os cientistas agora dizem que mesmo os que já foram vacinados podem espalhar a variante, o que levou os Centros de Controle e Prevenção de Doenças do governo (CDC) a emitir uma nova directriz, na semana passada.

O CDC disse que aqueles já vacinados devem novamente usar máscaras faciais em ambientes públicos fechados em partes do país onde o número de novos casos espalha-se mais rapidamente.

Oposição

A directriz atraiu críticas de alguns governadores republicanos que relaxaram as restrições ao coronavirus nos seus Estados, nos últimos meses e expressaram oposição a novas ordens de uso de mascaras ou qualquer directriz para vacinações obrigatórias.

Biden ordenou, na semana passada, que mais de dois milhões de funcionários federais fossem vacinados antes de retornar aos escritórios, nos próximos meses ou enfrentariam testes frequentes para provar que não têm o coronavírus.

Doug Ducey, governador republicano do Estado do Arizona, rejeitou a directriz do CDC, dizendo: "O Arizona não permite mandatos de máscara, mandatos de vacina, passaportes de vacina ou discriminação em escolas com base em quem é ou não vacinado. Nós transformamos tudo isso em lei e não vai mudar."

Ducey disse que a directriz do CDC "é apenas mais um exemplo" da "incapacidade da administração Biden de confrontar efectivamente a pandemia da COVID-19".

Fauci disse que discordava das reclamações dos funcionários republicanos de que as novas recomendações de uso de máscara eram exageradas. Ele rejeitou as reclamações daqueles que se recusam a receber as vacinas e disse que suas liberdades individuais estão sendo corroídas.

"Estamos num desafio de saúde muito sério", disse Fauci. "O facto é que, se você for infectado (e passar o vírus para outras pessoas), estará os seus direitos individuais."

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG