Links de Acesso

Donald Trump intensifica campanha em semana de convenção democrata


Presidente Donald Trump a caminho do Estado de Minnesota

O Presidente americano e candidato republicano Donald Trump mantém uma intensa agenda de campanha, ao mesmo tempo que o Partido Democrata realiza a sua convenção nacional, que vai formalizar a candidatura de Joe Biden.

Trump visitará quatro Estados que podem ser cruciais para a sua reeleição, a partir desta segunda-feira, 17, a começar por Wisconsin - onde deveria ser realizada a convenção democrata se a pandemia não obrigasse a que fosse feita de forma virtual - Pensilvânia, Arizona e Oklahoma.

Observadores entendem que esta é uma estratégia do Presidente para opacar a convenção democrata, que arranca hoje, criando notícias sobre a sua campanha, ao mesmo tempo que vai inundar os computadores e telemóveis com publicidade, na tentativa de atrair a atenção de indecisos ou independentes que por esses meios vão seguir a convenção democrata virtual.

Devido à pandemia que mudou por completo a configuração desta campanha eleitoral, alguns dos comícios de Donald Trump serão realizados em hangares de aeroportos para grupos que variam de mil a três mil pessoas, e que ficarão sentadas e com distanciamento físico.

Com esta ofensiva, o candidato republicano pretende reduzir a vantagem de Joe Biden nas sondagens, principalmente nos Estados considerados-chave, que tradicionalmente votam a favor de um ou de outro candidato.

Trump pretende concentrar a sua mensagem noutras questões, que não a pandemia, que já provocou cerca de 170 mil mortes no país.

Em Minnesota, Estado onde foi morto o afro-americano George Floyd por um polícia branco, o Presidente deve abordar a questão racial, enquanto em Wisconsin ele vai falar sobre empregos e comércio e no Arizona o tema será a segurança ao longo da fronteira com o México e sua posição dura com relação à imigração.

Em Scranton, na quinta-feira, 24, dia em que Joe Biden será formalmente o candidato democrata, de acordo com um assessor do Presdente, o discurso de Donald Trump analisará "as quatro décadas de Joe Biden na vida pública" em contraste com a sua Presidência.

Enquanto os democratas realizam nesta semana uma convenção completamente online, os republicanos farão o que chamam de convenção reduzida de 24 a 27 de agosto.

Donald Trump deve fazer o discurso de aceitação da nomeação a partir da Casa Branca ou de outro lugar não indicado ainda.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG