Links de Acesso

Dirigentes da oposição presos no Sudão após encontro com dirigente etíope


Primeiro Ministtro etíope Abiy Ahmed (à esquerda) e o presidente do Conselho Militar sundaês

Uma das principais organizações da oposição sudanesa, a Associação de Profissionais Sudaneses anunciou hoje uma campanha de desobediência civil até os militares entregarem o poder a civis.

Não foram dados pormenores sobre como será levada a campanha que surge depois de forças de segurança do Sudão prenderem dois proeminentes rebeldes e um líder da oposição depois destes se terem reunido com o primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, envolvido numa missão de reconciliação no país.

Ahmed reuniu-se com representantes de ambas as partes na Sexta-feira para tentar recomeçar conversações entre os generais que controlam o poder no Sudão e lideres da oposição. As conversações foram suspensas após dezenas de pessoas terem sido mortas na capital pelas forças de segurança.

Entre os dirigentes da oposição com quem Ahmed se reuniu contam-se Mohamed Esmat e o líder do Movimento Popular do Sudão - Norte (SPLM – N) Ismail Jalab.

Ambos são membros destacados da Aliança para Liberdade e Mudança que engloba partidos da oposição e grupos rebeldes e que tem estdo a organizar as manifestações que se têm vindo a realizar desde Dezembro.

Esmat e Jalab foram presos após o encontro com o chefe do governo etíope e as autoridades não forneceram qualquer motivo para as detenções.

Anteriormente o líder do SPLM – N Yasir Aman tinha também sido preso.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG