Links de Acesso

Dinheiro do Fundo Soberano de Angola vai ser usado para apoiar municípios


Dois mil milhões de dólares do Fundo Soberano vão ser usados

Autoridades municipais estão a reagir com agrado e expectativa ao Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) que vai ser financiado com com o equivalente em Kwanzas a 2.000 milhões de dólares do Fundo Soberano de Angola (FSDEA).

Ao falar na sessão de lançamento do referido plano, o presidente João Lourenço assegurou que com o dinheiro disponível do Fundo Soberano, o PIIM será implementado sem recurso ao endividamento público.

Pereira Alfredo, Governador do Bié, diz que o PIIM será bom para melhorar o nível de vida nas províncias.

“Com o PIIM haverá melhorias nas condições das vidas das populações” disse.

Já Mara da Silva Baptista Domingos Quiosa governadora da província do Bengo entende que o PIIM, é uma preparação daquilo que poderam ser as autarquias.

“É já um ensaio as autarquias de certo modo”, disse.

O PIIM, a ser implementado nos 164 municípios do país, vai dar prioridade aos sectores da energia e água, educação, saúde, saneamento básico e construção de vias.

No Namibe autoridades locais disseram quejá têm prioridades para os cinco municípios que compõem a província.

Para Juliana Fonseca, administradora do Município do Virei, o mais atingido pela seca na província do Namibe, onde se regista, em função disso, elevado número de crianças a abandonar as salas de aulas transumando com os progenitores, , internatos para acomodar crianças em idade escolar os furos de agua, assim como construção e apetrecho de unidades de saúde constam das prioridades deste programa presidencial .

Aquela responsável esclarece que na fase de auscultação para elaboração do referido plano as comunidades contribuíram com ideias e sugestões.

Alexandre Miyuca do Tombwa disse também que a expectativa sobre o PIIM na sua zona é enorme.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG