Links de Acesso

Depois de discursar na ONU, Bolsonaro fica cinco dias em isolamento


Jair Bolsonaro discursa na Assembleia-Geral da ONU, Nova Iorque, 21 Setembro 2021

Presidente brasileiro teve contacto com ministro da Saúde, que contraiu coronavírus nos Estados Unidos e permanece em quarentena em Nova Iorque

O Presidente Jair Bolsonaro e a comitiva de ministros que marcou presença em Nova Iorque, durante a Assembleia Geral da ONU, devem ficar cinco dias em isolamento em Brasília, capital do Brasil.

O presidente teve contacto direto com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, quem testou positivo para Covid-19 ainda nos Estados Unidos e permanece no país cumprindo quarentena.

A Anvisa, a agência que regula a saúde brasileira, recomendou a Bolsonaro uma reclusão de 14 dias, mas a Secretaria Especial de Comunicação do Palácio do Planalto informou que o Presidente brasileiro fará um teste de PCR no próximo fim-de-semana para saber se contraiu a doença.

Caso os resultados sejam negativos, Bolsonaro e membros da comitiva serão liberados do isolamento e depois acompanhados por médicos até completar os 14 dias do último contato com Queiroga.

"No quinto dia após o último contato com a autoridade, serão submetidos a um novo teste de RT-PCR. Sendo negativo esse teste, a pessoa encontra-se então em liberdade do isolamento e será acompanhada por um médico, terá um acompanhamento até o 14º dia. Décimo quarto dia, permanecendo assintomática, está descartado o caso de Covid", explicou o secretário de comunicação André Costa.

Depois de discursar na ONU, Bolsonaro já se encontra no Palácio do Alvorada e não apresentou nenhum sintoma do coronavírus.

O Presidente brasileiro foi o único chefe de Estado que viajou aos Estados Unidos sem estar vacinado.

  • 16x9 Image

    Edgar Maciel

    Edgar Maciel é jornalista multimédia desde 2011, formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, no Brasil. Nos últimos anos, acumulou experiências em importantes rádios, canais de TV e portais de Internet brasileiros.

    Baseado em São Paulo, actualmente é coordenador multimédia da revista Veja e correspondente da Voz da América. Como principais temas, cobre política, sociedade e cultura brasileira.

     

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG