Links de Acesso

Democratas dizem que Trump é uma ameaça para a democracia do país


Presidente afirmou não ser interferência ter informações de estrangeiros sobre rivais

Os democratas dizem estar alarmados depois de o Presidente americano, Donald Trump, ter ditto não estar preocupado com informações sobre seus opositores eventualmente captadas por paises estrangeiros que, para ele, não seria uma interferência no sistema político dos Estados Unidos.

Em entrevista ao canal ABC News na quarta-feira, 12, defendeu a sua posição e rejeitou qualquer ajuda na sua eleição de 2016.

"Eu acho que você pode querer ouvir. Não há nada de errado em ouvir...Se alguém ligou de um país, Noruega,e disser "temos informações sobre o seu adversário", ah, eu acho que gostaria de ouvir".

Quando perguntado se ele não considera isso de interferência no processo eleitoral, Trump afirmou que "Não é interferência"

O líder dos democratas do Senado, Chuck Schumer, reagiu dizendo que esses comentários colocam Trump a um passo de ditadores e autocratas que manipulam as eleições para permanecer no poder.

"Os comentários do Presidente são antidemocráticos, antiamericanos e vergonhosos. Os comentários sugerem que ele acredita que ganhar uma eleição é mais importante que a integridade da eleição", afirmou Schumer na sessão plenária.

Hoje Trump foi ao twitter esclarecer a sua resposta ao dizer que fala com "governos estrangeiros todos os dias".

Também do lado republicano houve críticas, com o senador Lindsey Graham a classificar de "errada e um erro" as declarações de Trump.

Desde a campanha de 2016 tem havido críticas e denúncias de que países estrangeiros, em particular a Rússia, ajudaram a campanha de Donald Trump, o que ele tem negado.

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG