Links de Acesso

Democratas defendem união e criticam política migratória e encerramento do Governo


Stacey Abrams foi a porta-voz dos democratas na réplica ao Estado da União

Como é tradição na política americana, o discurso sobre o Estado da União do Presidente tem uma réplica da oposição momentos depois em cadeia nacional.

Este ano, pela primeira vez a resposta oficial dos democratas ao discurso do Presidente não foi feita por um membro do Congresso, mas por Stacey Abrams, candidata derrotada nas renhidas eleições para governador do Estado da Geórgia, um Estado tradicionalmente republicano.

Tal como o Presidente, Abrams sublinhou também a necessidade de unidade entre os americanos mas criticou duramente a governação de Donald Trump ao acusar os republicanos de “esmagarem” as esperanças dos americanos e de não conhecerem a realidade do povo.

Abrams afirmou que os cidadãos americanos não podem “alcançar o sucesso sozinhos”.

Crítica ao encerramento do Governo

“Nestes Estados Unidos, quando os tempos são duros podemos perseverar porque os nossos amigos e vizinhos nos vêm ajudar”, disse a representante do Partido Democrata que criticou depois o recente encerramento do Governo federal .

Para Stacey Abrams “fazer do modo de vida (dos funcionários federais) um peão em jogos políticos é uma vergonha”.

“O encerramento do Governo foi uma manobra fabricada pelo Presidente dos Estados Unidos que quebrou não só todos os princípios de justiça mas também os nossos valores”, acentuou, acrescentando que quando era membro da Câmara dos Representantes do Estado da Geórgia tinha sempre entendido que os eleitores “não estão interessados nos nossos partidos políticos, mas sim nas suas vidas”.

Pata Stacey Abrams, os políticos no Estado da Geórgia quando negociavam legislação “não encerravam o Governo”.

Reforma migratória é possível

“Juntaram-se e cumpriram a sua palavra”, recordou Abrahams para quem “isso não deveria ser diferente na capital da nação”.

“Podemos ser de diferentes posições políticas mas o nosso empenho conjunto aos ideais desta nação não podem ser negociáveis”, acrescentou Abrahams, para quem os americanos “lutam para alcançar a classe média, em que um salário representa verdadeiramente a segurança económica”.

“Mas em vez disso, as esperanças das famílias são esmagadas por uma liderança republicana que ignora a vida real ou simplesmente não a entende”, afirmou.

No quente tema da imigração, Stacey Abrams disse saber que "o bipartidarismo pode fazer uma reforma da imigração do século 21, mas este Governo escolhe prender crianças e separar as famílias".

"O tratamento compassivo na fronteira não é o mesmo que fronteiras abertas", concluiu a porta-voz dos democratas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG