Links de Acesso

Defesa de activistas detidos em Luanda denuncia adiamento do julgamento sem justificação


Sétima Avenida do Cazenga em Luanda (Foto de Arquivo)

Onze activistas foram detidos no sábado quando faziam um protesto no município do Cazenga

O julgamento sumário de 11 activistas detidos na sexta-feira, 8, durante uma manifestação no município do Cazenga, em Luanda, contra o que consideraram de vandalização do muro da cidadania, foi adiado para amanhã.

Eles são acusados de invasão e vandalismo de propriedade do Estado.

Entretanto, o adiamento do julgamento não foi justificado, de acordo com o advogado de defesa dos activistas.

“Sem justificação plausível”, disse Zola Bambi, que acusa as autoridades de tudo fazer para que “não haja uma defesa condigna dos detidos”.

Por seu lado, o porta-voz da Polícia Nacional em Luanda, Nestor Goubel, justifica a detenção dos activistas por terem vandalizado a administração municipal.

“Um grupo denominado Plataforma Cazenga em Acção esteve na sexta-feira a se manifestar na administração, infelizmente invadiram e vandalizaram a administração por isso foram detidos e levados nesta segunda-feira, ao tribunal”, afirmou.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG