Links de Acesso

David Simango, ex-presidente camarário de Maputo, condenado por corrupção


David Simango, ex-presidente do Conselho Municipal de Maputo (screen shot, STV)

Pena de 18 meses convertida em multa

O ex-presidente do Conselho Municipal de Maputo, David Simango, foi hoje, 9, condenado a 18 meses de prisão, por ter cometido os crimes de aceitação de oferecimento ou promessa e abuso de cargo e função.

A pena aplicada pelo Tribunal Judicial do Distrito Municipal de Ka Mpfumo (cidade Maputo) será convertida em multa.

Simango, que liderou a cidade de Maputo entre 2009 e 2019, era acusado de ter recebido um apartamento da empresa Epsilon Investimentos, como compensação por ter cedido uma parcela e concedido o direito de uso e aproveitamento da terra para que aquela empresa desenvolvesse o seu projecto de condomínio.

Nesse processo, esteve envolvido o presidente do Conselho de Administração da Epsilon Investimentos, Abdul Magid Osman, economista e ex-ministro das Finanças.

O apartamento em causa, localizado na sito no prédio 24 de Julho, numa zona nobre de Maputo, vai a favor do Estado.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG