Links de Acesso

Curandeiros moçambicanos nada podem fazer ao novo coronavirus


Curandeiro moçambicano, Chimoio, Moçambique

Entre raízes para cura de males de amor, Maria Toalha, a curandeira da província moçambicana de Manica, diz que já curou de tudo ao longo dos 35 anos de experiência na medicina tradicional, mas curva-se ao novo coronavírus, e reconhece que não pode fazer nada.

Minúsculas barracas de pau e zinco no principal mercado popular e numerosos vendedores ambulantes em esquinas de Chimoio, fornecem variedades de raízes e plantas medicinais raras para cura de maldições e doenças.

Curandeiros moçambicanos nada podem fazer ao novo coronavirus
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:55 0:00

Mas nas prateleiras abarrotadas de raízes, incluindo de misturas coloridas de tubérculos em pó, supostamente para trazer sorte, ainda não oferecem solução para o novo coronavírus.

Os pacientes com gripe ou tosse, embora sejam comuns neste período de mudança de estação em Moçambique - de verão para o inverno, os curandeiros reencaminham para os hospitais, porque pode ser coronavírus.

Em Moçambique já foram contabilizados sete casos positivos de Covid-19, mas o receio aumentou com a entrada desde quarta-feira de milhares de moçambicanos idos da Africa do Sul, o país vizinho de Moçambique que encerrou por 21 dias para o confinamento nacional, após a primeira pela doença.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG