Links de Acesso

Crime Cibernético


Acabamos de apresentar um editorial que reflete o ponto de vitsa do governo dos Estados Unidos.

O crime cibernético e o crime permitido pelo ciberespaço estão entre as ameaças à segurança que mais crescem no mundo.

A pandemia do COVID-19 só agravou a situação. Segundo o FBI, desde que a pandemia de coronavírus foi declarada, o crime cibernético aumentou cerca de 400%. As intrusões cibernéticas estão a tornar-se mais comuns, mais perigosas e mais sofisticadas, e têm como alvo redes do setor público e privado.

Negócios e empresas são alvo de roubos de segredos comerciais e dados confidenciais, universidades e laboratórios são alvos pelas suas pesquisas e avanços, enquanto cidadãos particulares são vitimas de fraudes e roube de identidade.

No final de julho, o Departamento de Estado dos EUA anunciou prémios até 1 milhão de dólares, cada, por informações que levem às prisões ou condenações dos cidadãos ucranianos Artem Viacheslaovich Radchenko e Oleksandr Vitalyevich Ieremenko. Ambos são suspeitos de participar em crimes transnacionais cibernéticos.

Com base numa investigação às suas atividades, Radchenko e Ieremenko foram acusados de invadir o sistema de coleta, análise e recuperação de dados eletrónicos da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA e indiciados por conspiração de fraude na bolsa de valores, conspiração de fraude de trasnferencia eletrónica, fraude eletrônica, e fraude informática.

A auto de 16 acusações alega que os dois hackers roubaram milhares de arquivos confidenciais, que foram vendidos ilegalmente com fins lucrativos. A Comissão de Valores também registrou uma queixa civil, contra Ieremenko e outros indivíduos e entidades.

A oferta de recompensa foi feita no âmbito do Programa Transnacional de Recompensas ao Crime Organizado do Departamento de Estado, que, juntamente com o Programa de Recompensas para Narcóticos, levou cerca de 75 criminosos transnacionais à justiça desde que esses programas começaram em 1986.

Qualquer informacao sobre estes criminosos cibernéticos devem ser enviada para os servicos secretos americanos via mensagem eletrónica para Rewards@usss.dhs.gov. Quem estiver interessado em conhecer mais sobre o caso contra Radchenko, Ieremenko ou sobre o Programa Transnacional de Recompensas ao Crime Organizado pode ver em https://www.state.gov/artem-viacheslavovich-radchenko/.

Os cibercriminosos não observam nem respeitam o estado de direito em nenhum país. Como o seu alcance criminal é mundial, congratulamo-nos com a cooperação e coordenação de todos os governos para levar esses criminosos perante a justiça e proteger cidadãos inocentes em todo o mundo ”, afirmou o Secretário de Estado Mike Pompeo em comunicado.

"Os Estados Unidos estão empenhados nesse esforço, em parte, através do Programa Transnacional de Recompensa ao Crime Organizado do Departamento de Estado para ajudar nossos parceiros policiais a levarem cibercriminosos e outros criminosos transnacionais perante a justiça".

Acabamos de apresentar um editorial que reflete o ponto de vitsa do governo dos Estados Unidos

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG