Links de Acesso

COVID-19: Variante Ómicron faz disparar casos na Huíla e autoridades apelam à vacinação


Meta de pessoas por vacinar está a 20 por cento a dois dias do final do ano

Com a variante Ómicron a dar sinais de estar já na província angolana da Huíla, as autoridades sanitárias locais redobram os apelos à população para aderir à campanha de vacinação contra a Covid-19.

Até ao momento pouco mais de 800 mil pessoas foram vacinadas contra o alvo de chegar a um milhão até ao final do ano.

A disponibilidade de vacinas contrasta com a adesão das pessoas aos postos de vacinação espalhados pela província.

O porta-voz do Gabinete Provincial da Saúde, Júlio Madaleno, espera ver o número de pessoas vacinadas a aumentar com o início da inoculação de adolescentes acima dos 12 anos.

“A nossa base de dados poderá variar acima de dois milhões e 600 mil pessoas. Temos que lutar, temos que trabalhar, as equipas estão preparadas, simplesmente esperamos que os utentes apareçam”, afirma Madaleno.

O aumento de casos nos últimos dias, muitos deles associados a contactos com Luanda, levou as autoridades a iniciarem esta semana testes de despiste da doença.

O chefe do departamento provincial de Saúde Pública e controlo de endemias, Paulo Luvangamo, admite a existência da variante Ómicron na Huíla.

“Sendo assim estaremos essa semana toda a fazer este exercício no intuito de alguma forma fazermos o bloqueio rápido do aumento de casos. Então pode ser que estejamos diante de facto diante da circulação comunitária da Ómicron a nível da nossa província”, diz Luvangamo.

Com mais de 2.740 casos de covid-19 acumulados, a província da Huíla já viu morrer pela doença 207 pessoas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG