Links de Acesso

COVID-19: Um morto e vários feridos no balanço dos 21 dias do Estado de Emergência em Moçambique


No vigésimo segundo dia da implementação do Estado de Emergência, as autoridades fazem as contas e ilações. No geral, o governo olha para a última semana dos 30 dias de medidas restritivas às liberdades, com otimismo, uma vez que até agora, a resposta social tem sido positiva.

COVID-19: O impacto na vida dos mais velhos
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:00 0:00

Mas nem tudo é um mar de rosas. Pelo meio a polícia da República voltou a entrar em cena, com casos de exibição da brutalidade extrema, na tentativa de impor o cumprimento do Estado de Emergência por parte dos cidadãos.

O caso mais grave teve lugar na cidade da Beira, onde pelo menos uma pessoa morreu vítima da violência policial.

COVID-19: Um morto e vários feridos no balanço dos 21 dias do Estado de Emergência em Moçambique
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:55 0:00

Através do seu porta-voz, Orlando Modumane, o comando geral, em Maputo, dá a mão a palmatória, mas considera tratar-se de actos esporádicos de alguns agentes, parte dos quais, já estão a contas com processos internos, visando a respetiva responsabilização.

O jurista Amadeu Uqueio lamenta que a imposição do Estado de Emergência chegue ao extremo de provocar mortes e diz que, mais do que penitências, o Estado deve indemnizar os familiares das vítimas.

Ao fim de 21 dias do Estado de Emergência, contas feitas indicam que pelo menos 400 pessoas foram detidas por incumprimento das medidas decretadas. A venda de bebidas alcoólicas em lugares proibidos e o consumo em locais públicos são algumas das causas das detenções.

Internamente, 41 pessoas testaram positivo ao novo coronavírus, a maioria em Cabo Delgado. Na diáspora, um moçambicano morreu de Covid-19 na Alemanha.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG