Links de Acesso

COVID-19: População de São Tomé e Príncipe não respeita o confinamento


Mercado municipal de São Tomé

A população de São Tomé e Príncipe não está a respeitar o confinamento obrigatório imposto pelas autoridades do país para travar a propagação da Covid-19 no arquipélago.

COVID-19: População de São Tomé e Príncipe não respeita o confinamento
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:54 0:00

O confinamento não é compatível com a realidade socioeconómica do país, diz o Presidente da Associação dos Direitos Humanos, Óscar Baía.

“É difícil obrigar as pessoas a ficarem em casa, num país onde a maioria da população trabalha para se alimentar no mesmo dia,” diz Baía.

Até esta sexta-feira, 8, o país de cerca de 200 mil habitantes registou 208 casos positivos de coronavírus e cinco mortes.

As autoridades avisaram que, para evitar mais casos, quem não cumprir o confinamento obrigatório incorre em crime de desobediência.

Baía prevê que muitas pessoas serão detidas durante o período, e “colocadas numa mesma cela (...) se elas não apanham o vírus na rua correm o risco de ficar infectadas nas celas”.

Este ativista Baía o governo no sentido de implementar “as anunciadas medidas de apoio financeiro a determinados sectores da sociedade, entre eles taxistas e motoqueiros, de modo a minimizar o sofrimento das famílias”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG