Links de Acesso

COVID-19: Parlamento angolano aprova novo estado de emergência


Assembleia Nacional de Angola

A Assembleia Nacional de Angola aprovou nesta sexta-feira, 8, por unanimidade, o terceiro pedido do Presidente angolano para estender, por mais 15 dias, o estado de emergência como parte do combate à pandemia da Covid-19.

O novo período começa no próximo dia 11.

O Presidente da República justificou o pedido com o fato de terem sido registados na semana passada os primeiros casos de transmissão local, o que, para João Lourenço, é um o momento que "continua a recomendar prudência e a adopção de um conjunto de medidas extraordinárias, só possíveis num quadro de estado de emergência”.

Todas as bancadas recomendaram a extensão da medida por mais15 dias.

Entretanto, o líder do grupo parlamentar da Convergência Ampla de Salvação de Angola–Coligação Eleitoral (CASA-CE), Alexandre Sebastião, defendeu a necessidade de alguma abertura nas províncias para permitir "à população local a liberdade de criar as condições diretas ou indiretas de escoamento de produtos para a cidade de Luanda, que merece maior rigor"..

Benedito Daniel, do Partido de Renovação Social (PRS), recomendou ao Presidente "acautelar e conciliar os objetivos sociais e económicos imediatos da população, que constituem sua preocupação diária, de modo a estabelecer o equilíbrio entre a prevenção e a vida quotidiana do cidadão.

O único deputado da Frente Nacional de Libertação Nacional de Angola (FNLA), Lucas Ngonda, destacou ser "inquietante" não haver testes para a população.

O país registou até agora 36 casos do novo coronavírus, com duas mortes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG