Links de Acesso

COVID-19: OMS ajuda Moçambique a fortalecer a prevenção para evitar o pior


Djamila Cabral, Representante da OMS em Moçambique

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que ajuda Moçambique a fortalecer a prevenção da propagação do novo coronavírus de modo a evitar o pior cenário.

Djamila Cabral, representante da OMS, diz, em entrevista à VOA, que a ajuda inclui o treinamento de, pelo menos, dois mil profissionais de saúde, e a presença de 25 especialistas, a maioria de saúde pública, na resposta nacional.

Ela conta que a OMS trabalha com as autoridades de saúde na concepção de um plano operacional e de procura de bens essenciais para a resposta. No tocante ao último ponto, diz que há uma certa ansiedade em virtude de haver um problema global de ruptura de stock.

Outros desafios da resposta incluem lacunas no financiamento e a necessidade de “prestar mais atenção e colocar recursos nas províncias”.

O país de 29 milhões de habitantes, a maioria vulnerável e nas zonas rurais, tem 31 casos positivos de coronavírus e não registou nenhuma morte. Mas, tal como grande parte da África subsaariana, a resposta ao novo coronavírus decorre num sistema de saúde já deficiente.

Quanto à prevenção, Cabral nota que “as pessoas têm consciência do problema...lavam as mãos, usam as máscaras”, mas é preciso incrementar a educação para evitar o pior.

Acompanhe a entrevista:

COVID-19: OMS ajuda Moçambique a fortalecer a prevenção para evitar o pior
please wait

No media source currently available

0:00 0:09:59 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG