Links de Acesso

COVID-19: Malawi diz ter importado um caso da doença de Moçambique


Beira, cidade moçambicana onde terá estado o infetado

O Ministério da Saúde do Malawi revelou ter registado na quinta-feira, 7, dois novos casos importados da Covid-19, um dos quais proveniente de Moçambique.

A nota indica que um motorista malawiano, que esteve na cidade da Beira, província de Sofala, regressou ao país infetado.

O outro é da Tanzânia.

O Malawi disse ter oficialmente menos de 50 casos da doença.

Entretanto, de acordo com dados do Ministério da Saúde de Moçambique, dos 81 casos positivos, 58 são de Cabo Delgado, 18 da cidade de Maputo e cinco da província de Maputo.

À luz desses números, não há casos registados oficialmente na Beira.

COVID-19: Medidas de prevenção em Moçambique afetam pobres em larga escala
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:06 0:00

Tensão

Nos últimos tempos tem-se registado um aumento da tensão entre Maputo e Lilongwe.

A 27 de abril, como a VOA noticiou na altura, o comissário do distrito malawiano de Dedza, Emmanuel Bulukutu, citado pela imprensa, afirmou que nenhum moçambicano infetado com a Covid-19 seria tratado naquele país, enquanto Maputo respondeu que não precisa de hospitais malawianos para tratar os seus doentes.

"É preciso impedir os moçambicanos de se deslocarem a Dedza para tratamento hospitalar", recomendou Bulukutu.

Em março, dois moçambicanos, um dos quais um agente da polícia, foram mortos no Malawi, por alegada propagação da Covid-19 em território malawiano.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG