Links de Acesso

COVID-19: Mais restrições serão impostas em Portugal


Lisboa

Lisboa e Algarve serão os afectados

Regras COVID-19 mais estritas serão impostas em toda a região de Lisboa e na região turística do Algarve em Albufeira, enquanto as autoridades portuguesas tentam controlar o aumento de infecções que ameaçam a temporada de férias de verão no país.

"Estamos a lutar contra o tempo entre a progressão da doença e o processo de vacinação", disse a ministra Mariana Vieira da Silva em conferência de imprensa na quinta-feira.

Portugal ainda está "longe de suas linhas vermelhas, mas em alta", acrescentou.

Mais da metade dos casos em Lisboa são da variante mais infecciosa do Delta coronavírus, identificada pela primeira vez na Índia.

A partir das 15h de sexta-feira até às 6h de segunda-feira, as pessoas têm de apresentar exame de coronavírus negativo ou certificado de vacinação para sair ou entrar na zona de Lisboa. Os testes devem ser PCR ou testes de antigénio. Os testes antigénicos estão disponíveis gratuitamente nas farmácias de Lisboa.

Restaurantes, cafés e lojas não alimentares em toda a região devem fechar às 15h30, no fim-de-semana. Supermercados e mercearias devem fechar às 19 horas. Estas regras também vigorarão em dois outros concelhos, incluindo Albufeira, na região sul do Algarve, famosa pelas suas praias e campos de golfe.

As medidas, motivadas por um aumento nos casos de coronavírus, especialmente na capital e nos arredores, são revistas semanalmente, mas provavelmente permanecerão em vigor até que a situação melhore.

Os novos casos de coronavírus aumentaram em 1.556 na quinta-feira, o maior salto desde o final de Fevereiro, quando o país de pouco mais de 10 milhões de habitantes ainda estava sob bloqueio. No total, Portugal registou 869.879 casos e 17.079 mortes.

O aumento nas infecções ocorre cerca de um mês depois de Portugal, dependente do turismo, ter sido aberto a visitantes da União Europeia e da Grã-Bretanha.

"Todos gostaríamos de ter uma data final para esta situação, mas não temos", disse Vieira da Silva. "Precisamos responder logo. A variante Delta tem uma grande presença aqui."

Portugal também está a acelerar a vacinação dos mais jovens, podendo os maiores de 18 anos se inscrever a partir de 4 de Julho. Cerca de 30% da população está totalmente vacinada até agora.

Os trabalhadores do turismo em Portugal temem que o aumento de casos possa ter um impacto negativo na habitualmente movimentada temporada de verão. O sector de turismo que já prosperou teve os seus piores resultados desde meados da década de 1980 no ano passado.

"Dada a situação de contágio galopante, é muito provável que Lisboa realmente 'feche' e, se isso acontecer, não conseguiremos abrir hotéis e os que foram abertos terão de fechar novamente", disse Eurico Almeida, CEO da rede Real Hotels.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG