Links de Acesso

COVID-19: Imperial College de Londres diz que Brasil tem a mais alta taxa de contágio do mundo


Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, em Manaus

A taxa de contaminação pelo novo coronavírus no Brasil situa-se nos 2,8 por pessoa, a maior entre 48 países analisados pelo conceituado Imperial College de Londres.

Nos cálculos dos investigadores, cada pessoa contaminada no país infecta quase três outras, o que significa que 10 podem levar a doença a 28 pessoas.

A transmissão no Brasil ocorre de forma mais rápida do que nos demais países analisados pelo Imperial Collega de Londres, o que coloca o país entre os nove Estados que apresentam tendência de crescimento da pandemia, juntamente com o Canadá, Índia, Irlanda, México, Paquistão, Peru, Polónia e Rússia.

O estudo do Imperial College projeta que, numa semana, o Brasil pode ter uma média de cinco mil mortes a mais devido à Covid-19, elevando o total para mais de 10 mil óbitos.

Os especialistas estimam que Brasil e Estados Unidos são os únicos países, entre a meia centena de analisados, com uma tendência de aumento no número de mortes.

Nos Estados Unidos, onde o número de vítimas mortais ascende hoje a 61 mil, a projeção é ainda pior: mais 13.900 mortes nesta semana.

O Imperial College de Londres tem-se especializado em cálculos e projeções da Covid-19 e trabalha apenas com dados dos respetivos governo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG