Links de Acesso

Saúde

COVID-19: Guterres diz que estratégias diferentes levam todos a pagar um alto preço


António Guterres, secretário-geral da ONU (Foto de Arquivo)

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afimou nesta segunda-feira, 18, que a adoção de estratégias diferentes no combate à pandemia da Covid-19 vai custar um “preço alto” e criticou os governos que ignoraram as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Como resultado, o vírus se espalhou pelo mundo e agora se dirige para países do sul, onde pode ter efeitos ainda mais devastadores, e corremos o risco de novos picos e novas ondas", disse por videoconferência na abertura da Assembleia Mundial da Saúde, que se realiza primeira vez de forma virtual.

Guterres sublinhou insistiu “que os países do Norte só podem superar a Covid-19 se os países do Sul o neutralizarem ao mesmo tempo".

“Esta pandemia é uma tragédia”, na ótica do secretário-geral, quem alertou que a “fragilidade não se limita aos nossos sistemas sanitários, mas afeta-nos em todas as áreas".

Em jeito de recomendação, António Guterres afirmou que a pandemia é um sinal de que "é preciso acabar com as soberanias" porque "temos assistido a uma grande solidariedade, mas pouca união na resposta".

“Os países seguiram estratégias divergentes e todos pagamos um preço alto por isso", criticou António Guterres, quem defendeu o papel da OMS, que “é insubstituível”.

“Precisa de mais recursos, em particular para fornecer apoio aos países em desenvolvimento, que devem ser nossa maior preocupação", afirmou Guterres, para quem “proteger os países em desenvolvimento não é uma questão de caridade ou generosidade, mas uma questão de interesse comum esclarecido”.

A 73.ª Assembleia Mundial de Saúde, discute hoje uma resposta conjunta contra a pandemia.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG