Links de Acesso

Covid-19: Governo são-tomense aumenta restrições depois dos primeiros casos


Jorge Bom Jesus, primeiro-ministro

O Governo são-tomense reforçou medidas de restrição, após a confirmação de quatro casos positivos do novo coronavirus.

Uma das medidas prende-se com a “suspensão de todas as ligações marítimas e áreas entre as ilhas de São Tomé e a do Príncipe”, disse o porta-voz do Executivo, Wando Castro.

Covid-19: Governo são-tomense aumenta restrições depois dos primeiros casos
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:57 0:00

“A suspensão de todas as visitas aos doentes internados nos hospitais, centros de saúde, lares de idosos e penitenciárias, bem como a implementação de um horário único na Função Pública, que passa a ser das 7:30h às 13h e a redução, em sistema de rotatividade, dos funcionários dos serviços públicos não essenciais, dando especial atenção aos funcionários com filhos menores”, estão entre as medidas anunciadas pelo ministro da Presidência do Conselho de Ministros que decidiu igualmente que as lojas comerciais e supermercados também passam a ter o horário único de funcionamento das 8:30h às 17h.

As medidas de restrição passam ainda pelo “encerramento de todos os restaurantes, bares, cafés, pastelarias e roulottes, com exceção dos que tenham serviços de entrega ao domicílio”.

Ainda de acordo com o Governo o número de passageiros nos transportes será limitado” até a metade da capacidade legal das viaturas” e fica também proibidos “reuniões, concentrações e encontros com mais de 10 pessoas”.

As restrições entram em vigor amanhã, 8 de abril.

A par deste reforço de medidas preventivas o Executivo faz saber que vai acelerar os contactos com a OMS para o envio urgente do laboratório de despistagem da Covid-19 e do hospital de campanha prometidos ao país, bem como, a aceleração do processo de compra de ventiladores e outros materiais necessários ao combate da pandemia.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG