Links de Acesso

Corrupção, peculato e fraude no Vaticano – relações entre empresário angolano e Vaticano sob investigação


Papa Francisco no Vaticano

O jornal italiano L’Espresso reporta na sua edição de 17 de Outubro que obteve um documento do tribunal sobre o escândalo financeiro que está a abalar a Santa Sé.

Sob o título “ ‘Na corrupção, peculato e fraude do Vaticano’: aqui estão todas as acusações feitas pelo Papa Francisco”, o L’Espresso revela uma investigação que envolve chefes da Secretaria de Estado do Vaticano e banqueiros aos quais o jornal italiano se refere como “financiadores de assalto”, que “receberam comissões de milhões de dólares em 2019”.

Segundo a documentação confidencial da investigação criminal iniciada pelos procuradores do Papa em causa estão transacções imobiliárias em Londres feitas por chefes da Secretaria de Estado do Vaticano.

A pesquisa do L’Espresso conta a história da operação da petrolífera angolana Falcon Oil, de António Mosquito, e uma tentativa de investimento de 250 milhões de dólares pelo Vaticano na construção de uma plataforma de petróleo offshore que entretanto não avançou, apesar da Falcon Oil ter já uma participação num bloco de exploração offshore cujos maiores accionistas são a italiana ENI e a angolana Sonangol.

Embora o financiamento por parte do Vaticano na Falcon Oil não tenha avançado, a documentação confidencial revela o complexo sistema de empresas - quase todas em paraísos marítimos - usadas pelo Vaticano para proteger os negócios milionários de Londres.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG