Links de Acesso

Conservadora da Huíla detida por crimes de burla


Albertina Cacuhu foi denunciada por defraudar uma cidadã em três milhões e 500 mil kwanzas

A conservadora provincial do Registo Civil da província angolana da Huíla, Emília Albertina Cacuhu, foi detida na sexta-feira, confirmou nesta terça-feira, 21, o porta-voz da polícia local.

Luís Zilungo revelou que Cacuhu está alegadamente implicada em vários em crimes em que pontificam burla por defraudação, autenticação de documentos falsos e o registo de 15 cidadãos da República do Democrática do Congo (RDC).

Conservadora da Huíla detida por crimes de burla - 2:05
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:18 0:00

“A Polícia Nacional registou o crime de burla por defraudação de três milhões e 500 mil kwanzas presumivelmente praticado pela cidadã emília Albertina Cacuhu de 66 anos de idade conservadora provincial da Huíla contra a cidadã Albertina Julieta”, disse o porta-voz da polícia, acrescentando que a queixa foi feita pela lesada.

Em declarações a uma rádio local, o delegado da justiça na Huíla, Guilherme Baptista, considerou que a detenção de Emília Cacuhu, assombra o sector que dirige.

«Essa situação vem ensombrar e de que maneira a dignidade dos serviços da justiça ao nível da província. Mas de qualquer das formas goza de presunção de inocência e não podemos aferir sobre mais questões porque também não sabemos”, concluiu Baptista.

Até ao momento desconhece-se qualquer acusação do Ministério Público sobre o assunto que corre os trâmites processuais nos órgãos de justiça.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG