Links de Acesso

Consenso entre Frelimo e Renamo na eleição do Provedor de Justiça reforça confiança, dizem analistas


Isac Chande, provedor de Justiça, Moçambique

Isac Chande, eleito ontem, foi proposto pela Frelimo no governo. Derrotou o candidato do MDM, Silvério Ronguane.

O Parlamento moçambicano encerrou a semana com um consenso entre a bancada da Frelimo e da Renamo na eleição do novo Provedor de Justiça, Isac Chande.

Chande, eleito ontem, foi proposto pela Frelimo no governo. Derrotou o candidato do MDM, Silvério Ronguane.

Esta harmonia entre os dois maiores partidos moçambicanos é sinal de reforço da confiança, numa altura em que ambos dialogam com vista ao alcance da paz efectiva no país, dizem os analistas.

"Nós estamos numa fase da pacificação do país, em que os moçambicanos devem olhar para o país e não para questões partidárias, Moçambique precisa de se reconciliar" diz Domingos Ngundana.

Para Simão Nhambi, o consenso alcançado na eleição da Isac Chande pode ser sinal de que a Renamo espera que a Frelimo também se comprometa nos outros processos.

“A Renamo, mesmo que não goste de votar a favor da Frelimo, está a abrir mão para que a Frelimo dentro daquilo que são os pacote de negociação também se lembre de que um dia teve o voto da Renamo para alcançar certos objectivos,como esse da eleição do provedor de Justiça,” diz Nhambi.

Esta votação da Renamo acontece numa altura em que fala-se da eventualidade deste partido fazer uma coligação com o Movimento Democrático de Moçambique para enfrentar a Frelimo nas próximas eleições gerais.

Sobre isso, Gundana comenta que "é uma questão que ainda não está clara”.

Gundana reitera que embora sejam partidos com ideologias diferentes “almejam o poder e penso que poderão se coligar".

Acompanhe:

Consenso entre Frelimo e Renamo na eleição do Provedor de Justiça reforça confiança, dizem analistas
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:28 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG