Links de Acesso

Conselho de Administração do FMI aprova acordo de ajuda de 470 milhões de dólares a Moçambique


O ministo da Economia e Finanças de Moçambique e o representante do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Maputo revelaram que aquela instituição financeira aprovou nesta segunda-feira, 9, o acordo de financiamento no valor de 470 milhões de dólares ao país.

"A decisão tomada hoje pelo Conselho de Administração do FMI representa um marco importante nas relações de Moçambique com o mercado financeiro internacional, sinalizando boas perspectivas para nosso processo de desenvolvimento", disse Max Tonela, para quem "este é o início de uma nova fase rumo a retoma do crescimento sustentável da nossa economia".

Numa conferência de imprensa ao lado do ministro, o representante do FMI revelou que o programa vai apoiar um conjunto de reformas do Governo que visam garantir a recuperação económica.

"Este programa de auxílio financeiro ajuda na recuperação no sentido de facilitar e criar espaço para que o orçamento consiga manter-se face a pressões fiscais, derivadas dos vários choques que todos nós estamos vivendo no mundo", disse Alexis Mayer-Cirkel.

O período de graça da dívida é de 10 anos e os 470 milhões de dólares serão desembolsados pelo FMI para a aplicação de um Programa de Financiamento Ampliado até 2025.

O FMI volta a apoiar Moçambique desde a divulgação do chamado escândalo das "dívidas ocultas", em 2016.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG