Links de Acesso

Congresso americano aumenta para 21 anos a idade mínima para venda de cigarros


A lei também atinge o cigarro electrónico

O Congresso dos Estados Unidos aprovou na quinta-feira, 20, uma lei que eleva de 18 para 21 anos a idade mínima da venda de tabaco e cigarro electrónico no país.

Adoptada pelo Senado como uma emenda a uma lei do orçamento, a medida deverá entrar em vigor em 2020.

A mudança deve ser implementada em cerca de nove meses, tempo necessário para que sejam publicados decretos de execução que imponham sanções às lojas que violarem a nova regra.

Uma vintena de Estados e mais de 500 cidades norte-americanas já adoptam os 21 anos como idade mínima para a venda de tabaco e cigarro eletrónico.

O Governo admitiu em Setembro proibir o comércio total dos cigarros eletrónicos com sabor, muito popular entre os jovens depois de centenas de casos de mortes.

A forma de apaziguar as críticas foi encontrar um meio termo e aumentar a idade mínima do consumo em três anos.

A venda de bebida alcoólica também está vetada a menores de 21 anos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG