Links de Acesso

Confrontos entre moradores e polícia no Cacuaco terminam com um morto e várias detenções


Polícia angolana (Foto de Arquivo)

Carros vandalizados, homens e mulheres feridos, mortes e 50 pessoas detidas é o resultado de confrontos entre moradores da Centralidade do Sequele, no município de Cacuaco, arredores de Luanda, e elementos da Polícia Nacional (PN).

Enquanto os moradores dizem pertencer ao local antes da construção da centralidade, a PN fala em invasores de terras.

Distúrbios no Cacuaco – 2:31
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:21 0:00

Os residentes afirmam ser os legítimos proprietários dos terrenos e denunciam que “mais de cem pessoas estão detidas e estão a pedir dinheiro”, em referência à polícia.

A coordenadora do Bairro Merengue, identificada apenas por Angelina, diz que além do jovem de 24 anos de idade, cujo nome não foi revelado e que morreu vítima de disparos feitos pela PN, também uma criança foi encontrada morta nos escombros das destruições.

“Uma criança foi apertada nos escombros e acabou por morrer”, denuncia, facto que foi negado pelo porta-voz do Comando Provincial de Luanda da PN, inspetor-chefe Nestor Goubel, que também explica as circunstâncias em que o jovem perdeu a vida.

“Não houve morte de nenhuma criança, apenas uma morte que se registou mas não pela policia, e foi quando um automobilista que conduzia um prado branco viu quebrada a sua viatura e atirou mortalmente contra o jovem”, conta aquele responsável.

Nestor Goubel explica também que os 50 detidos já estão no Tribunal Municipal de Cacuaco em “julgamento sumário”.

Os moradores insurgiram-se contra as forças de defesa e segurança, quando tentavam impedir a alegada invasão de terrenos reservados para a construção de infra-estruturas do Estado.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG