Links de Acesso

Comissão Eleitoral Nacional assume erro nas Presidenciais são-tomenses que não afectou resultado


Cidade de São Tomé, São Tomé e Príncipe

A Comissão Eleitoral Nacional de São Tomé e Príncipe (CEN) assumiu em comunicado que “houve um erro informático, que destorceu o resultado eleitoral apresentado ao publico no passado dia 19”.

A justificação da CEN surge três dias depois de vários candidatos que concorreram às Presidenciais do dia 18 e organizações da sociedade civil terem feito denúncias de fraude eleitoral e exigido explicações aos responsáveis da instituição.

Uma das denuncias feitas pelo Observatório Transparência STP referia se a uma diferença de cerca de 4.500 votos entre os votos válidos publicados pela CEN e o total de votos distribuídos pelos 19 candidatos na corrida àPresidência da República.

No comunicado distribuído na noite de quinta-feira, 22, a CEN garante que oerro já foi corrigido e que não teve qualquer impacto no posicionamento dos dois candidatos mais votados nestas eleições presidenciais, cuja segunda volta realiza-se a 8 de Agosto.

A CEN assegura ainda que feita a correção, "convocou os mandatários de todos os candidatos a fim de esclarecer detalhadamente o sucedido".

A candidatura de Carlos Vila Nova, o mais votado, lamentou que a informação tenha sido revelada tardiamente e que aceita a justificação, mas que deve-se evitar que erroso do tipo se repitam.

A candidatura de Guilherme Posser da Costa, o segundo colocado, não respondeu aos pedidos da VOA para um cumentário.

Entretanto, a candidatura de Delfim Neves, o terceiro mais votado na primeira volta, não se convenceu com as explicações e introduziu no Tribunal Constitucional um pedido de anulação de todo o processo eleitoral.

Enquanto isso prosseguem os trabalhos de apuramento distrital, regional e na diáspora, onde os dados provisórios da CEN podem ser confirmados ou alterados.

Após o apuramento geral o Tribunal Constitucional tem até a próxima quarta-feira, 28, para apresentar os resultados definitivos.

De acordo com o calendário eleitoral, a campanha para a segunda volta das eleições entre Vila Nova e Posser da Costa inicia-se a 30 de Julho, nove dias antes da ida as urnas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG