Links de Acesso

Combates no Afeganistão retomam após trégua do Eid


Pessoal de segurança afegão chega ao local da explosão de uma bomba no distrito de Shakar Dara de Cabul, Afeganistão. 14 Maio 2021.

Os combates entre as forças de segurança do governo e os insurgentes do Talibã no Afeganistão recomeçaram na madrugada de domingo, encerrando um cessar-fogo de três dias declarado pelos adversários para marcar as celebrações islâmicas do Eid al-Fitr.

O exército afegão confirmou que as suas forças iniciaram operações de "ofensiva, limpeza e contra-terrorismo" em distritos próximos a Lashkar Gah, capital da província de Helmand, no sul.

Ele afirmou que os confrontos que se seguiram mataram pelo menos 20 rebeldes do Talibã, incluindo um comandante-chave. O presidente afegão Ashraf Ghani falou com os seus comandantes militares no sábado à noite por videoconferência para discutir a situação pós-cessar-fogo.

Autoridades do Talibã não comentaram sobre as operações insurgentes pós-trégua no país, nem sobre a situação em Helmand.

A província altamente contestada tem sido palco de intensos combates desde 1 de Maio, quando os Estados Unidos e os aliados da NATO começaram formalmente a retirada final das suas tropas do Afeganistão.

O cessar-fogo do Eid, que marca o fim do mês de jejum muçulmano do Ramadão, foi iniciado pelo Talibã e aceite pelo governo afegão, e foi respeitado em grande parte.

No entanto, os adversários afegãos no domingo acusaram-se uns aos outros de cometer violações e causar vítimas civis durante três dias de festividades do Eid.

Um atentado a bomba numa mesquita na capital afegã, Cabul, interrompeu o cessar-fogo na sexta-feira e matou pelo menos 12 fiéis, incluindo o líder da oração.

Entretanto, o grupo terrorista do Estado Islâmico assumiu o crédito por esse ataque mortal. Ele também assumiu a responsabilidade pela explosão de várias estações da rede eléctrica em Cabul no fim-de-semana que mergulhou grandes partes da cidade e províncias vizinhas na escuridão.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG