Links de Acesso

CIP denuncia confiscação de camisetas de "campanha pacífica" pela polícia


Aquele centro de monitoria da transparência nas constas públicas de Moçambique lançou a campanha #EuNaoPagoDividasOcultas

A Polícia da República de Moçambique (PRM) cercou nesta segunda-feira, 21, a seda do Centro de Integridade Pública (CIP) em Maputo e confiscou camisetas de apoiantes da campanha #EuNaoPagoDividasOcultas, organizada por aquela organização que monitora a transparência das contas públicas no país.

CIP denuncia confiscação de camisetas de "campanha pacífica" pela polícia
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:53 0:00

A denúncia foi feita pelo CIP que justifica a campanha como uma oposição ao pagamento das dívidas das empresas EMATUM, MAM e ProIndicus com recursos a fundos do Estado.

Aquelas empresas estiveram na origem do caso conhecido como "dívidas ocultas", que já levou à prisão do antigo ministro das Finanças e deputado da Frelimo, Manuel Chang e mais quatro pessoas no Reino Unido e nos Estados Unidos.

O CIP produziu milhares de camiseteas estampadas com a frase "Eu não paga dívidas ocultas" e, desde a manhã de hoje, começou a distribui-las a "cidadãos interessados em aderir à campanha pacífica", revelou o CIP

A mesma fonte denunciou que agentes da polícia ordenou as pessoas a retirarem as camisetas que foram confiscadas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG