Links de Acesso

CIP afirma que a “preocupação” de Nyusi com a corrupção é apenas um discurso político


President Filipe Nyusi

Os servidores públicos são os mais corruptos, disse Nyusi

Os casos de corrupção autuados em Moçambique subiram para 1280, em 2020, contra 911, no ano anterior, e o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi diz-se bastante preocupado, porque os servidores públicos que ocupam cargos de chefia são os maiores corruptos, o que o Centro de Integridade Pública (CIP), considera apenas um discurso político.

CIP afirma que a “preocupação” de Nyusi com a corrupção é apenas um discurso político
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:16 0:00

Nyusi falou sobre a necessidade de combater a corrupção num encontro, em Maputo, com governadores provinciais, secretários de Estado e presidentes de Conselhos Municipais, entre outros representantes de órgãos executivos de governação descentralizada provincial e sectores de nível central.

O estadista moçambicano afirmou ser muito preocupante o facto de Moçambique ser um dos países mais corruptos do mundo, realçando que os servidores públicos, são os maiores corruptos.

Reformas

"Isso preocupa-nos bastante, porque são funcionários com perfis para operar o E-SISTAFE (sistema financeiro do Estado), que deviam guarnecer o sistema; preocupam-nos também técnicos adistritos a Unidades Gestoras das Aquisições, assim como membros da Polícia de Moçambique e dos Serviços de Investigação Criminal," disse Nyusi.

Para CIP, na voz do pesquisador Baltazar Fael, em Moçambique, o combate à corrupção é apenas ao nível do discurso político, embora assuma haver reformas ao nível legal e institucional.

"Mas as reformas não vão ao encontro daquilo que é a necessidade de proteger o Estado da acção de algumas pessoas", criticou Fael.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG