Links de Acesso

Cidadã acusada de burlar mais de 100 pessoas no Huambo com promessas de trabalho


Caso vai acabar no Tribunal Provincial do Huambo,

Cabecilha e intermediária estão presas

Mais de 100 jovens, na sua maioria desempregados, na cidade do Huambo foram ludibriados por uma cidadã, conhecida por Iana, com promessas de vagas na função pública.

Ela e uma intermediária no processo estão presas

Jovens à procura de emprego defraudados no Huambo - 1:05
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:05 0:00

Os lesados explicam que acusada fazia-se passar por alguém influente em alguns sectores da vida pública com destaque para os ministérios do Interior, Saúde e Educação.

“Esperamos por muito tempo pelos concursos e, com esta abertura, preferimos pagar porque a senhora alegava ser amiga do director da Educação e de outros sectores”, explica António Sambo, uma das vítimas.

Os cidadãosburlados dizem ter pago 300 mil kwanzas.

Entretanto, eles dizem que o esquema foi descoberto devido à morosidade em dar respostas e as desculpas constantes por parte da cidadã acusada.

“Depois de um determinado descobrimos que era burla”, acrescentou Sambo, para quem a senhora em causa deve ser penalizada criminalmente e devolver o dinheiro recebido.

A cidadã Aurora Sahiombo, uma das intermediárias do esquema, admite o crime e explica que “na primeira fase alguns deram de 300 a 500 mil kwanzas”.

“A minha lista envolve várias famílias, entre sobrinhos e tios e ronda à volta de 10 milhões de kwanzas”, reconheceu.

O director do Gabinete Institucional da Polícia no Huambo, Martinho Cativa, garantiu que o caso está a ser tratado a nível judicial.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG