Links de Acesso

Christine Lagarde garante apoio às reformas do Governo angolano


IMF

João Lourenço diz que apoio do FMI dá credibilização às reformas em curso

A directora-geral do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, disse em Luanda nesta quinta-feira, 20, que o empréstimo de 3,7 mil milhões de dólares vai ajudar as reformas económicas em curso em Angola.

Lagarde chegou a Luanda - 1:30
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:34 0:00

Lourenço, que recebeu Largarde, destacou a credibilização que o programa a ser implementado com o FMI dará ás reformas em curso.

O financiamento visa ajudar o Programa de Estabilização Macroeconómica do país e o Plano Nacional de Desenvolvimento 2018-2022.

Christine Lagarde foi clara ao dizer que a sua visita de pouco mais de um diavisa “apoiar as reformas que o próprio Governo angolano leva a cabo”.

Lagarde acrescentou que a sua instituição está disponível “para apoiar Angola em diversas áreas”.

Na conferência de imprensa realizada após o Presidente angolano receber a directora-geral do FMI,João Lourenço disse que “o mais importante deste programa é a credibilização que vai criar junto dos investidores”.

À noite, Christine Lagarde será agraciada com um jantar por João Lourenço, no qual deverá abordar as relações entre Angola e FMI.

Durante a sua estada na capital angolana, a directora-geral do FMI encontra-se com o ministro das Relações Exteriores angolano, Manuel Augusto, e outras entidades, e visitará o Hospital Pediátrico David Bernardino, em Luanda, onde fará a entrega de donativos.

Lagarde deixa Angola na sexta-feira, 21.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG