Links de Acesso

CBF pede esclarecimentos à FIFA sobre lances do jogo com a Suíça


Jogada polémica na área do Brasil

Brasileiros querem saber por que árbitro não recorreu ao VAR

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) enviou nesta segunda-feira, 18, uma carta à Fifa a questionar os procedimentos que levaram a não utilização do Video Assistant Referee (VAR) no jogo entre o Brasil e Suíca, que terminou com um empate a uma bola no domingo, 17.

O documento assinado pelo Chefe da Delegação, Rogério Caboclo, condena a arbitragem da partida no lance do golo do empate suíço, em que o defesa Miranda é aparentemente empurrado e numa suposta falta sobre Gabriel Jesus dentro da área.

A CBF exige da Fifa um posicionamento oficial, além do vídeo e do áudio utilizados pelo VAR.

“A CBF gostaria de dividir com a Fifa a sua crença firme numa implementação apropriada e efectiva da tecnologia do VAR. Com isso em mente, a CBF respeitosamente pede que sejam fornecidos o vídeo e o áudio do VAR, de maneira a verificar o que realmente aconteceu”, lê-se no documento enviado ao presidente da organização, Gianni Infantino, que solicita esclarecimentos em relação ao cumprimento do protocolo do VAR.

A CFB questiona ainda a razão pela qual a tecnologia não foi utilizada nos dois episódios-chave da partida.

No jogo, os atletas brasileiros chegaram a reclamar antes mesmo do reinício do jogo, assim que o écrã da arena em Rostov exibiu a repetição da jogada.

O árbitro mexicano César Ramos, porém, não deu ouvidos.

A Fifa diz que o árbitro acertou, mas condenou a repetição.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG