Links de Acesso

CASA-CE diz que vai a tribunal porque polícia violou direitos dos cidadãos


André Mendes de Carvalho

“Miau” insta o Presidente angolano a anular o decreto usado para reprimir manifestantes

A CASA-CE, o segundo maior partido da oposição em Angola, promete levar o Estado às barras do tribunal pelos actos praticados pela Polícia Nacional contra manifestantes no sábado 24 em Luanda.

A coligação ainda defendeu a anulação do decreto parlamentar de 23 de outubro que, segundo ao partido, viola a Constituição da República.

CASA CE diz que acções da polícia são ilegais e vai a tribunal - 1:47
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:47 0:00

"O decreto presidencial, tudo indica, tinha como missão impedir a manifestação do dia 24 e a grande responsabilidade não é da policia é de quem mandou a polícia com cães, cavalos, armas de guerra para cima dos manifestantes, sabemos que a polícia não tem como dizer não”, afirmou o presidente da CASA-CE, André Gaspar Mendes de Carvalho “Miau”, numa conferência de imprensa nesta quinta-feira, 29, em Luanda.

Para o segundo o vice-presidente da coligação, Alexandre André, “o decreto presidencial é inconstitucional e por isso a CASA-CE vai intentar uma acção junto do Tribunal Constitucional para anular o decreto porque houve mortes, feridos e presos”.

Por agora, os advogados preparam a responsabilizaçao criminal e civil do Estado angolano.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG