Links de Acesso

Candidatos ultimam alianças para presidenciais na Guiné-Bissau


Domingos Simões Pereira e Umaro Sissoco Embaló concorrem à Presidência

A três semanas da eleição presidencial na Guiné-Bissau, os candidatos Domingos Simões Pereira, apoiado pelo PAIGC, e Umaro Sissoco Embaló, do MADEM-G15, continuam a fazer alianças.

Em alguns casos, os apoios têm vindo da mesma força política, como aconteceu com o APU-PDGB, cujo líder, Nuno Gomes Nabian assinou um acordo com Sissoco Embaló, mas os cinco vice-presidentes e outros dirigentes manifestarm o seu apoio a Simões Pereira.

Agora, neste domingo, 8, o autodenominado Movimento de Salvação do Partido de Renovação Social (PRS) declarou o seu apoio à candidatura de Domingos Simões Pereira, enquanto o partido reiterou que suporta Umaro Sissoco Embaló.

"O Movimento de Salvação em memória de Kumba Ialá, após uma reflexão séria, tendo sempre como pressuposto o desenvolvimento da Guiné-Bissau acima de tudo, decidiu aqui hoje manifestar o seu total apoio ao candidato Domingos Simões Pereira", afirmou Ibraima Sori Djaló, antigo presidente do Parlamento guineense e um dos fundadores do PRS, numa declaração à imprensa.

"Chegou a hora de fazermos a escolha certa e Domingos Simões Pereira será o Presidente da salvação de que a Guiné-Bissau precisa", reiterou Djaló.

No sábado 7, foi Umaro Sissoco Embaló a receber o apoio do PRS que, em comunicado, manifestou “o seu total e incondicional apoio político ao candidato presidencial general Umaro Sissoco Embalo por entender ser o que reúne melhores condições para garantir a unidade nacional, reconciliação e estabilidade política governativa, pressupostos essenciais à salvaguarda da paz e desenvolvimento".

A Comissão Política do terceiro partido mais votado nas legislativas de Março apelou também aos seus "dirigentes, militantes e simpatizantes" no país e na diáspora para participarem activamente na campanha eleitoral de Umaro Sissoco Embaló.

Também no sábado, o Presidente cessante e candidato derrotado na primeira volta manifestou o seu apoio a Sissoco Embaló, com a assinatura de um acordo político com o coordenador nacional do MADEM-G15, Braima Camará,

“No dia de voto ide às assembleias de voto com as vossas cadeiras. Depois de exercerem o acto, sentem-se ao lado para vigiar o processo e a contagem”, disse Vaz, acrescentando que que o processo deve decorrer de forma transparente e justa.

Domingos Simões Pereira e Umaro Sissoco Embaló vão a votos a 29 de Dezembro.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG