Links de Acesso

Campanha presidencial da Guiné-Bissau passou ao lado dos problemas da juventude


Activistas querem um Presidente que priorize a paz e unidade nacional

Os problemas, desafios e aspirações da juventude guineense não estiveram no centro da campanha para a eleição presidencial do dia 24 e muitos candidatos nem deram a conhecer as suas plataformas eleitorais.

A opinião é do presidente da Rede Nacional das Associações Juvenis, Seco Duarte Nhaga, e da presidente do Conselho Nacional da Juventude, Aissato Djaló Forbs.

Seco Duarte Nhaga
Seco Duarte Nhaga

Em conversa com a VOA, os dois activistas apontaram como exemplo o debate organizado pelas associações juvenis no qual compareceram apenas três dos 12 candidatos.

Na opinião de Nhaga e Forbes, muitos candidatos defenderam posições e ideias fora do contexto do papel do Presidente da República, que deve ser um elemento aglutinador da nação e não executivo, missão que cabe ao Governo.

Aissato Djaló Forbs
Aissato Djaló Forbs

No programa Agenda Africana apontaram a garantia da paz e da união nacional como designio primeiro do futuro Presidente da República e afirmaram que este deve ser o principal objectivo de quem for eleito no domingo, 24, ou, em caso de segunda volta, a 29 de Dezembro.

Ouça o programa:

Campanha presidencial da Guiné-Bissau passou ao lado dos problemas da juventude - 14:00
please wait

No media source currently available

0:00 0:12:43 0:00


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG